Google+ Badge

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Maria-Chuteira não, WAG!

Não poderíamos esquecer do time de ex-WAGs de Ronaldo Fenômeno: Susana Werner, Milene Domingues, Daniela Cicarelli e Raica Oliveira.
Abigail Clancy, da Inglaterra, é modelo e namorada do inglês Peter Crouch, atacante do Porstmouth.
A modelo norte-americana Kristen Pazik é esposa do ucraniano Andriy Shevchenko, atacante do Milan. Eles tem 2 filhos juntos, Jordan e Kristian.
Caroline Celico é uma das mais comportadas mulheres de jogadores de futebol. Ela é casada com o jogador Kaká, do Milan, desde 2005. O casal de brasileiros tem um filho juntos.
Helen Svedin é casada com o português Luis Figo, meia da Inter de Milão, desde 2001. O casal tem três filhas, Daniela, Martina e Stella.

A eterna Posh Spice Victoria Beckham é praticamente a primeira dama do futebol. A britânica é casada com o jogador David Beckham, do Milan, desde 1997.
Mulheres dos jogadores mais famosos do mundo são o alvo da vez

Quem nunca ouviu o ditado “Por trás de todo grande homem, há sempre uma grande mulher.”? Pois é, a beleza das companheiras de alguns jogadores de futebol vem ofuscando o brilho do próprio boleiro. Denominadas pela imprensa internacional Wags - abreviação de Wives And Girlfriends ou Esposas e Namoradas - as beldades “futebolísticas” são o alvo do momento. Enquanto algumas são mais reservadas e preferem passar longe dos flashes, outras não se incomodam nem um pouco com a exposição. A classificação faz com que muitas delas saiam em rankings de futebol (como as mais bonitas), são convidadas para estrelar campanhas publicitárias junto com seus companheiros e estão sempre na lista dos paparazzi. Pensando nisso, Onne te apresenta algumas das mais famosas WAGs (lembre-se: uma WAG não é necessariamente uma Maria-Chuteira). Confira!
Fonte:/onne.com.br/esportes/

Arco-Íris Anjos da camisinha


Enquanto o papa Bento XVI faz sua campanha para que os católicos não usem camisinha, já que podem ser mandados para o inferno, a Áustria acaba de lançar uma campanha publicitária genial para a conscientização da população - não só os gays - sobre o uso de preservativos nas relações sexuais, como forma de defesa às doenças sexualmente transmissíveis.
A campanha AIDS Hilfe Wien mostra que quando você usa camisinha é como se os anjos estivessem cuidando de você e protengendo de contrair alguma das DSTs. Os anúncios foram fotografados por Oliver Gast e criados pela agência PKP, com direção de arte de Daniela Reichmann e criação de Roman Sindelar e Erich Enzenberger.
Campanha austríaca de Aids vai na contra corrente dos preceitos do papa Bento XVI

Fonte:/onne.com.br/

Cientistas revelam fóssil que pode ser de ancestral do homem

Cientistas revelaram em Nova York nesta terça-feira o fóssil de uma criatura de 47 milhões de anos que pode ser um elo perdido na evolução dos primatas superiores - macacos, gorilas e os seres humanos. O fóssil, batizado de Ida, está em estado tão bom de conservação que é possível ver sua pele e traços de sua última refeição.

Os restos do animal, que se assemelha a um lêmure (tipo de animal parecido com um macaco que vive na ilha africana de Madagascar) foram apresentados no Museu Americano de História Natural pelo prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.
Eles foram descobertos na década de 1980 na Alemanha e pertenciam a uma coleção particular.

Importância e críticas

A pesquisa sobre sua importância foi liderada pelo cientista Jorn Hurum, do Museu de História Natural de Oslo, Noruega.
Cientistas reconstruíram o fóssil usando computação gráfica.
Hurum diz que Ida representa "a coisa mais próxima que temos de um ancestral" e descreveu a descoberta como "um sonho que se tornou realidade".
Mas parte da comunidade científica se mostra cética em relação à descoberta.
Um dos principais editores da revista Nature, Henry Gee, disse que o termo "elo perdido" pode induzir ao erro e que o fóssil não deve figurar entre as grandes descobertas recentes, como os dinossauros com penas. Os cientistas que já examinaram o fóssil concluíram que este se trata de uma espécie nova, batizada Darwinius masillae.Um dos pesquisadores que analisou Ida, Jenz Franzen, o fóssil tem traços que guardam "grande semelhança conosco", como unhas em vez de garras e o polegar em uma posição que permite agarrar coisas com a mão, como o homem e outros primatas.
Ainda assim, segundo ele, o fóssil não parece ser um ancestral direto do homem, mas sim estaria "mais para uma tia do que uma avó".
Fonte:/cienciaesaude.uol.com.br

Sadia e Perdigão criam gigante de alimentos e assustam varejistas

Brasil Foods nasce com R$ 10,4 bilhões em dívidas, mas emitirá ações para levantar capital
A união de Sadia e Perdigão criou a maior processadora de carne de frango do mundo e a décima maior companhia do setor de alimentos das Américas - números que assustaram os varejistas. Temendo o nivelamento de preços e prazos, o setor já se prepara para diversificar, abrindo espaço para marcas menores.

Luiz Fernando Furlan, presidente do conselho de administração da Sadia, apressou-se a afirmar que a Brasil Foods, como foi batizada a nova companhia, não irá elevar preços. A companhia nasce com uma dívida de R$ 10,4 bilhões, mas espera reforçar seus caixa com a emissão de R$ 4 bilhões em ações. A união da Sadia com a Perdigão preocupa o setor supermercadista, que já tem uma estratégia para resistir ao grande poder de fogo adquirido pela megacompanhia que acaba de nascer: "Vamos abrir espaço para as marcas menores", avisa o diretor de uma grande rede de supermercados. O temor dos supermercados é que Sadia e Perdigão nivelem as condições de negociação em termos de prazos, preços e bonificações dadas aos clientes. Apesar da promessa de que as duas marcas permanecem independentes, na prática, elas vão pertencer a uma única companhia. "Esse impacto será inevitável", afirma o diretor de uma grande rede de supermercados. Diante da sensibilidade da questão, Nildemar Secches, agora copresidente do Conselho de Administração da Brasil Foods, nome da nova empresa, teve o cuidado de telefonar para clientes de peso como Pão de Açúcar e Carrefour, para explicar a operação. A maior receptividade dos compradores, especialmente estrangeiros, para marcas menores, foi sentida nos últimos dias por Aderbal Arantes, presidente do Grupo Arantes, dono das marcas Hans, Eder e Sertanejo. Ele conta que fechou, nesta semana, exportações para distribuidores da Europa e do Japão que nunca tinham comprado produtos da empresa. O diretor comercial da Pif Paf Alimentos, Edivaldo Campos, líder no mercado de carnes congeladas em Minas Gerais, é outro empresário que acredita que a união de Sadia e Perdigão vai ampliar o mercado para fornecedores menores. "Todo o cliente quer ter mais de um fornecedor. Isso vai abrir oportunidades para nós tanto no mercado interno quanto no externo." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: exame/notícias